Ads Top

Menina que nasceu sem as mãos vence concurso de caligrafia: “Eu senti que poderia fazer isto”


Início da matéria


Anaya Ellick é uma menina que nasceu sem mãos e já venceu duas edições do concurso de caligrafia Nicholas Maxim, nos Estados Unidos da América 


Aos sete anos, quando frequentava o primeiro ano de escolaridade, ganhou o prêmio pela primeira vez. Agora, dois anos depois, repetiu o triunfo, arrecadando um certificado, um troféu e cerca de R$ 3.500,00.

O concurso conta com cerca de 50 estudantes de diferentes escolas americanas. Anaya não era a única com limitações na competição. No entanto, foi a vencedora. E fez questão de triunfar sem utilizar as próteses. Considerou-as um obstáculo. “Como não as queria usar, começou a aprender muitas coisas sem elas, como escrever e desenhar”, contou a mãe, Bianca Middleton.



O braço direito segurava o lápis e o esquerdo prendia a folha. Foi dessa forma que Anaya escreveu a caligrafia da vitória.

Através de uma boa dose de esforço e dedicação, e com uma belíssima letra, a estudante do terceiro ano do colégio Greenbrier Christian, na cidade de Chesapeake, na Virgínia, convenceu os jurados.

Anaya Ellick sempre acreditou que seria possível repetir o sucesso de 2016. “Eu senti que poderia fazer isto”, disse, radiante, em entrevista a WVEC-TV.

“O merecido primeiro lugar de Anaya lembra-nos o que a determinação e o trabalho árduo podem alcançar. Estamos bastante orgulhosos dela e das suas realizações. Parabéns Anaya pela tua conquista. Tu inspiras-nos a todos”, escreveram na página de Facebook do colégio.

Por seu turno, Sarah Cannady, professora de Anaya Ellick, vê na estudante um exemplo de superação para os colegas de turma.


Tecnologia do Blogger.
close