Ads Top

Manifestações pró-governo começam a tomar às ruas de várias cidades do Brasil


Início da matéria

Apoiadores do governo Jair Bolsonaro começaram a se reunir em várias cidades do Brasil neste domingo. Em Belo Horizonte, apoiadores do presidente se concentram na Praça da Liberdade.

Um dos principais alvos dos manifestantes, em todo o País, é o Centrão - grupo de deputados que não se identifica nem com a oposição nem com o governo. Um de seus representantes é o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).


A multidão na orla de Copacabana, ao redor do Posto 5, também carrega faixas e cartazes pedindo o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. Um boneco do presidente da Câmara o relaciona a casos de corrupção, e cartazes afirmam que "nem brasileiro ele é".

Também há muitos cartazes e faixas de apoio a Jair e seu filho Flávio Bolsonaro, senador investigado pelo Ministério Público do Estado do Rio devido a movimentações bancárias consideradas suspeitas.


Em ato programado para acontecer em frente ao Congresso Nacional às 10h, em Brasília, em apoio as pautas do governo Bolsonaro, grupos de manifestantes já caminham em direção à Praça dos Três Poderes na manhã deste domingo.

Os manifestantes estão acompanhados de trios elétricos, identificados pelos movimentos Limpa Brasil e Direita Brasil. Também há pessoas concentradas em frente ao Parlamento.


Entre os apoiadores, em grande parte vestidos com roupas em cores verde e amarelo, pessoas carregam bandeiras do Brasil e também estampadas com o rosto do presidente Jair Bolsonaro. Faixas pedem aprovação de pautas do Executivo pelo Congresso, como a reforma da Previdência e do projeto anticrime e anticorrupção do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

De cima do trio identificado pelo Movimento Limpa Brasil, um homem no microfone defende ainda a instauração da CPI da Lava Toga, comissão parlamentar de inquérito para investigar o "ativismo judicial" em tribunais superiores.


Há pouco, de cima de um dos trios, uma mulher pediu para que pessoas se voluntariassem a vestir uma roupa de "lagosta do STF". O Supremo Tribunal Federal foi alvo de polêmica recente em função de um edital que prevê refeições com lagosta e vinhos com premiação internacional.

Em Belém do Pará, os manifestantes se concentraram no lugar chamado Escadonha do Cais do Porto, área turística da cidade e caminharam pelas avenidas Presidente Vargas e Nazaré. A caminhada já dura uma hora e meia. A PM não divulgou números. Os manifestantes carregam cartazes em defesa da Reforma da Previdência e ao pacote anticrime.


Caminhões já estão dispostos ao longo da Avenida Paulista, em São Paulo, onde devem se concentrar os atos favoráveis ao governo na cidade. Entre as pautas, apoio à reforma da Previdência, ao pacote anticrime do ministro Sérgio Moro e também críticas ao chamado Centrão. Com informações: Estadão.
Tecnologia do Blogger.
close