Ads Top

"O crime organizado não me quer ministra", diz Damares Alves ao combater abuso infantil


Início da matéria
Damares Alves sobre exploração sexual
Damares Alves liga ameaças do crime organizado ao combate à exploração sexual. Reprodução: Google

A Ministra Damares Alves, do Ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos, foi uma das participantes do 6° Congresso Internacional sobre Liberdades Civis Fundamentais, organizado pela Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE) na última quarta-feira (08).

Na ocasião, foi entregue para ela o texto proposto pela ANAJURE para o Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH -4). Em seu discurso, Damares Alves destacou sua atuação no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes.


Em suas redes sociais, a ministra, que recentemente confirmou ter recebido ameaças de morte, fez uma publicação bastante sugestiva: "O crime organizado não me quer ministra. Enquanto estiver aqui vou lutar contra a exploração sexual".

A fala de Damares sugere que essas ameaças estão ligadas ao tráfico humano, isto é, o de exploração sexual. Se trata do maior mercado clandestino do planeta, superando até o de armas e drogas, e envolve pessoas de todas as classes sociais.


Quanto à ANAJURE, ela é a primeira entidade de juristas evangélicos das Américas a ter assento na Organização dos Estados Americanos (OEA), tendo por finalidade trabalhar em ações conjuntas que foquem na defesa da liberdade religiosa na América Latina. Assista o discurso de Damares Alves, abaixo:


Tecnologia do Blogger.
close