Ads Top

Deborah Blando solta a verdade: "Música no Brasil se tornou pornográfica ou de corno"


Início da matéria

Uma das cantoras de maior sucesso na década de 1990 no Brasil, Deborah Blando veio à tona no começo desta semana após fazer um verdadeiro desabafo nas redes sociais, ao anunciar a sua saída do Brasil acompanhada por uma forte crítica ao cenário musical atual.

“Infelizmente, aqui quem não é artista é famoso. Quem não canta faz sucesso. Quem mostra o corpo de forma grotesca e vulgar faz mais sucesso ainda”, escreveu a cantora em uma publicação no Instagram. “Música no Brasil virou ou música pornográfica ou música de corno com letras machistas e grotescas.”.



Deborah parece fazer alusão aos "artistas" que apelam para o corpo como forma de chamar atenção, além dos que não cantam, de fato, no sentido musical do terno, com qualidade. Essa é a verdade, por exemplo, nas dezenas de cantores de "funk" espalhados pelo país. Às palavras de Blando são cirúrgicas:

“Nunca diminuí minha qualidade musical por conta do que está na moda e nem me ‘prostituí’, e não vou me vender fazendo o tipo de música que está vendendo no mercado nesse país”, continuou a verdadeira cantora.



“O que matou a arte no Brasil, eu me pergunto?! Infelizmente, tem público pra isso. O espaço para música de qualidade e de nível se tornou escasso a tal ponto que trabalhar no Brasil se tornou inviável pra quem tem realmente talento.”, completou.

Essa triste realidade no Brasil é largamente influenciada pela grande mídia, precisamente, por seus responsáveis e grupos que desejam "modelar a cultura" através dos seus "artistas". Para isso precisam vender a imagem dos seus "ídolos", gente que está disposta a vender a própria alma, se preciso, para alcançar a fama.

A decadência musical no Brasil é visível. Não vemos (ou raramente) mais cantores como Deborah Blando e outros do seu nível se apresentando em programas de TV ou tocando nas rádios, assim como não vemos mais bandas de grande sucesso que fazem parte da história musical no país.

A identidade musical do país se perdeu nos principais gêneros musicais, como no samba, o forró, o sertanejo, o chorinho, a cantiga de viola e a MPB. Fora às épocas específicas do ano, como carnaval e São João, pouca música regional brasileira é ouvida, ao passo que outras figuras estranhas e desprezíveis tecnicamente falando são vendidas, literalmente, como grandes "sucessos".



Infelizmente, Deborah Blando está completamente certa e só quem tem a perder com a sua saída do Brasil somos nós. Leia também: "MC Anitta - Pornografia ou funk? O que a TV ainda não mostra".

Relembre um dos sucessos de Deborah Blando no vídeo abaixo:


Tecnologia do Blogger.
close