Ads Top

"Estão causando um terrorismo onde não há!", diz Janaína contra manifestações


Início da matéria
"Estão causando um terrorismo onde não há!", diz Janaína contra manifestações

A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP) se tornou alvo de críticas este fim de semana, após se manifestar de forma contrária às manifestações que apoiadores do governo Jair Bolsonaro estão pretendendo realizar no próximo domingo, dia 26.

Segundo os organizadores do manifesto, a ideia é demonstrar força em resposta aos rumores midiáticos de que Jair Bolsonaro estaria perdendo a sua governabilidade, por causa da resistência no Congresso Nacional de aprovar medidas importantes já encaminhadas pelo governo, como a reforma da Previdência e o pacote anticrimes do ministro da Justiça, Sérgio Moro.


"Eu imaginei que não precisaria me manifestar, mas a situação está tomando uma dimensão com a qual eu não contava. Por isso, preciso fazer alguns esclarecimentos", escreveu Janaína em suas redes sociais. "Muitas pessoas bem intencionadas estão me escrevendo, de todos os cantos do país, pedindo áudios e vídeos, convocando para manifestações no próximo dia 26/05. Eu não vou gravar áudios, nem vídeos, por uma razão: essas manifestações não têm RACIONALIDADE".

"O Presidente foi eleito para GOVERNAR nas regras democráticas, nos termos da Constituição Federal. Propositalmente, ele está confundindo discussões democráticas com toma-lá-dá-cá. O que ele quer? Não tem cabimento Deputados eleitos legitimamente fugirem das dificuldades de convencer os colegas (ser Parlamentar é difícil) e ficarem instigando o povo a gerar o caos", acrescenta.


Para Janaína, aparentemente, a dificuldade de aprovar tais medidas faz parte da vida política. Assim, ela acredita que incitar o público a fazer manifestações em prol do governo reforça a ideia de que o governo não possui força suficiente para comandar o país e que estaria, portanto, em crise.

"Àqueles que amam o Brasil, eu rogo: não se permitam usar! Não me calei diante dos crimes da esquerda, não me calarei diante da irresponsabilidade da direita. Estão causando um terrorismo onde não há! As pessoas estão apavoradas, escrevendo que nosso presidente está correndo risco", diz a advogada.


"Ele não é amado pela esquerda, pelos formadores de opinião? É verdade. Mas quem o está colocando em risco é ele, os filhos dele e alguns assessores que o cercam. Acordem! Dia 26, se as ruas estiverem vazias, Bolsonaro perceberá que terá que parar de fazer drama para TRABALHAR! Vamos enfrentar os adversários (que são muitos) com argumentos!", destaca.

A advogada, no entanto, insinuou que a convocação para a manifestação do dia 26 foi endossada diretamente por Jair Bolsonaro, como se o próprio estivesse se pronunciado a respeito, o que não é verdade. Não houve da parte do presidente qualquer referência ao manifesto. Ele partiu voluntariamente dos ativistas pró-governo.


"Há tempos, não temos um Ministério tão bom! Profissionais de ponta, nas pastas adequadas, orientados por boa teoria, bons valores, com experiência prática. E o Presidente gerando o caos? Pelo amor de Deus, parem as convocações! Essas pessoas precisam de um choque de realidade. Não tem sentido quem está com o poder convocar manifestações! Raciocinem! Eu só peço o básico! Reflitam!", conclui Janaína.

Tecnologia do Blogger.
close