Ads Top

Caso Adélio: “Quem está por trás disso foi o PT. Houve pagamento", diz advogado


Início da matéria
Caso Adélio: “Quem está por trás disso foi o PT. Houve pagamento", diz advogado

A misteriosa tentativa de assassinato do então candidato à presidência Jair Bolsonaro ganhou novos capítulos na manha desta segunda-feira (11), após o advogado do presidente fazer revelações gravíssimas sobre o atentado cometido por Adélio Bispo.

Frederick Wassef participou do programa “Aqui na Band”, na emissora Bandeirantes, onde revelou a existência de uma nova testemunha, alguém que teria conduzido pessoalmente Adélio Bispo para uma delegacia, após a tentativa de assassinato do presidente em 2018.

A testemunha, segundo o advogado, ficou com Adélio durante um tempo e gravou ele afirmando que o crime teria sido encomendado.

“Esta pessoa será conduzida à Procuradoria-Geral da República”, disse o jurista sobre a nova testemunha. “Este indivíduo deteve o Adélio, este indivíduo gravou o Adélio. Outras testemunhas me procuraram e estão assustadas, com medo de assassinatos”.

Na sequência, Wassef citou o que a testemunha teria dito para ele: “Doutor, quem está por trás disso foi o PT, isto foi encomendado. Houve pagamento. Houve premeditação para assassinar Jair Messias Bolsonaro”, disse ele.

Ainda segundo o advogado de Bolsonaro, “quem está por trás disso é o PT, isso foi encomendado. Houve pagamento, houve premeditação para assassinar Bolsonaro. O que teria acontecido se o meu cliente tivesse falecido naquele dia? Hoje, o presidente do Brasil seria Fernando Haddad", informou o Metrópoles.

Mais cedo também foi informado que o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, teria conhecimento de que Adélio Bispo não agiu sozinho. A informação foi revelada pelo jornalista Hernesto Lacombe, apresentador do programa.


Tecnologia do Blogger.
close