Ads Top

"O inquérito conduzido pelo Alexandre de Moraes é inconstitucional", diz deputado


Início da matéria
Alexandre de Moraes será o relator do pedido para anular nomeação ...

Na manhã desta quarta-feira (27) a Polícia Federal cumpriu 29 mandados de busca e apreensão por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, gerando uma série de reações nas redes sociais e entre os apoiadores do governo.

Isso, porque, a operação atingiu em cheio aliados do Planalto, figuras consideradas de peso, entre elas Douglas Garcia, Roberto Jefferson, Rey Biannchi (humorista), Enzo Leonardo Suzin (youtuber), Sara Winter, Allan dos Santos (Terça Livre), Felipe Barros, Carla Zambelli, Luiz Felipe de Orleans e Bragança, Gil Diniz e o empresário Luciano Hang, da rede de lojas Havan.

A ordem partiu do inquérito nº 4.781, conhecido como o inquérito das "fake news", que tramita junto ao Supremo Tribunal Federal, o qual é considerado por críticos da ação como "inconstitucional", o que é de se espantar, uma vez que cabe aos próprios ministros do STF a responsabilidade pelo cumprimento da Constituição Federal.

"O inquérito conduzido pelo Alexandre de Moraes é inconstitucional, é  absurdo. Minha solidariedade ao @allantercalivre, ao @luciano_hang e a todos que tem os seus direitos violados. O STF existe para proteger a CF, não para rasgá-la", comentou o deputado e jornalista Paulo Eduardo Martins.

O deputado federal Filipe Barros, um dos alvos da operação, falou em "ditadura do STF". O jornalista e editor-executivo do Grupo Editorial Record, Carlos Andreazza, também comentou:

"A real de hoje. Os meios importam. Não vou comemorar o cerco a gente mentirosa cujas práticas deploro se o processo que autoriza os mandados é autoritário, tocado à revelia do MPF, e capaz de mover ações até contra jornalismo sério que desagrada ministro do Supremo. Cuidado", escreveu.

A ex-feminista Sara Wintter, uma das organizadoras das manifestações pró-Bolsonaro que ocorrem em Brasília há seis semanas, disparou contra o ministro do STF: "Levaram meu celular e notebook. Estou praticamente incomunicável! Moraes, seu covarde, você não vai me calar", afirmou.


Tecnologia do Blogger.
close