Ads Top

"Me afirmaram que demissão do ex-juiz foi proposital, um plano para ser presidente"


Início da matéria
 "Me afirmaram que demissão do ex-juiz foi proposital, um plano para ser presidente"

Uma declaração preocupante feita por Marisa Lobo, presidente estadual do partido Avante, no Paraná, deve reforçar às críticas feitas ao ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Segundo a psicóloga cristã, como também é conhecida no país, a renúncia de Sérgio Moro teria sido fruto de uma ação estritamente política, e não por questões de ordem administrativa, moral ou judicial, como tenta fazer pensar o ex-ministro.

"Aqui em Curitiba amigos e defensores [de] @SF_Moro, me afirmaram que [a] demissão do ex Juiz foi proposital, um plano para ser presidente. Eles, acreditam desde [o] começo do ano, que a chapa @jairbolsonaro e @GeneralMourao será cassada. Me convidaram p fazer parte. OBRIGADA, NÃO SOU TRAÍRA", afirmou Marisa.

A psicóloga fez a declaração em sua conta oficial no Twitter, onde possui mais de 100 mil seguidores. Na prática, se trata de uma grave denúncia, pois, se confirmada a informação, o próprio Sérgio Moro poderá ser acusado de articulação contra o governo.

Comportamento político de Moro


A denúncia de Marisa Lobo chama atenção para outro detalhe que vem sendo cada vez mais observado desde o dia 24 de abril, quando Sérgio Moro anunciou a sua renúncia: o comportamento tipicamente político do ex-ministro.

Moro adotou um discurso que não havia adotado até então, por exemplo, através da sua conta no Twitter, onde passou a fazer comentários frequentes sobre o país e críticas ao governo. Ao mesmo tempo, também passou a conceder entrevistas para jornais associados à oposição, escrevendo inclusive para o jornal O Globo.

Esses fatos, quando somados à notável falta de contundência nas acusações do ex-ministro contra o presidente, algo reconhecido por grandes juristas e apoiadoras do próprio Moro, como à advogada Janaína Paschoal, reforçam a tese de que toda à ação do ex-ministro tem sido motivada por ambição política, de fato, e não por questões técnicas.
Tecnologia do Blogger.
close