Ads Top

"Cansei de ler mensagens de LGBT's me desejando a morte", diz gay pró-Bolsonaro


Início da matéria

"Cansei de ler mensagens de LGBT's me desejando a morte", diz gay pró-Bolsonaro
Gays de direita sofrem discriminação por divergirem do ativismo LGBT. Imagem meramente ilustrativa. Reprodução: Google

A disputa política no Brasil passa por dias sombrios, onde o discurso de ódio tem invadido o debate público de forma cada vez mais radical e "pessoalizada", ou seja, contra cidadãos comuns que apenas defendem uma visão de mundo própria, a exemplo do ativista gay e pró-Bolsonaro Alexandre Alcatraz.

Em sua conta oficial no Twitter, o próprio Alexandre se descreve assim: "Sou Gay, de direita e sou totalmente contra o Movimento ativista LGBT, luto pelo bem da nossa nação, e sou Apoiador do Presidente Bolsonaro."

Essa postura contrária à hegemonia ideológica do ativismo LGBT parece ter chamado atenção dos críticos do movimento, os quais estariam desejando o pior para o ativista, segundo uma denúncia feita por ele recentemente.

"Cansei de ler mensagens de LGBT's me desejando a morte, me desejando doenças, desejando que eu fosse espancado na rua, enfim, me desejando sempre o pior por apoiar o Presidente Bolsonaro. Meu único desejo à eles, é que acordem desse sono profundo e sejam felizes de verdade!", afirmou Alexandre.

Gays de direita são ignorados


Alexandre Alcatraz representa uma minoria dentro das minorias. Isso porque, diferentemente do que muitos imaginam, pessoas LGBTs são completamente diferentes do ativismo LGBT. A imagem pintada pelo movimento não corresponde ao que muitos homossexuais, bissexuais e trans pensam sobre o mundo e inclusive sobre a própria sexualidade.

Talvez uma das figuras mais icônicas do universo LGBT que hoje certamente destoaria da "patota" seria o estilista, apresentador, deputado e cantor Clodovil Hernandes, o terceiro mais votado na história de São Paulo em 2006, já falecido.

Com opiniões próprias e sem medo de dizer o que pensava, Clodovil bateu de frente com o ativismo LGBT em várias ocasiões ao falar da própria sexualidade e defender valores conservadores, como a família tradicional composta por homem, mulher e filhos.

Uma reportagem que deu visibilidade aos gays de direita foi publicada pela revista Época (confira aqui), e entre os notáveis da lista o pensamento de Alexandre Alcatraz os representa muito bem. Veja alguns abaixo:


Tecnologia do Blogger.
close