Ads Top

A verdade chocante por trás do movimento "Black Lives Matter"


Início da matéria
A verdade que serve de alerta por trás do movimento "Black Lives Matter"

WASHINGTON / CBN News - "Black Lives Matter" é uma das frases mais populares da América hoje - o mantra que varre o mundo desde o assassinato de George Floyd.

Mas há uma enorme diferença entre os ativistas bem-intencionados que pressionam pela igualdade racial e às pessoas que dirigem a organização "Black Lives Matter".

Após a morte de George Floyd sob a custódia da polícia de Minneapolis, o movimento Black Lives Matter - e a organização principal - explodiram em maior destaque nacional e ganhou muitos seguidores.

O movimento consiste em muitas organizações, incluindo o grupo original "Black Lives Matter".

Em seu site, o movimento lista muitos objetivos - a maioria dos quais a maioria das pessoas apoiaria, como: "Trabalhamos vigorosamente pela liberdade e justiça para os negros e, por extensão, para todas as pessoas".

Mas, apesar dessas idéias convencionais, os líderes da Black Lives Matter vêm de um ponto de vista da extrema esquerda.

Patrisse Cullors, co-fundadora do Black Lives Matter, revelou: "Eu e Alicia, em particular, somos organizadores treinados. Somos marxistas treinados. Somos super versados ​​em tipos de teorias ideológicas".

O grupo assume posições que muitos americanos considerariam muito controversas, como a sua visão da família tradicional, dizendo:

"Nós interrompemos o requisito de estrutura familiar nuclear prescrito pelo Ocidente, apoiando um ao outro como famílias ampliadas, como 'aldeias'".

Posições como essas são a razão pela qual muitos americanos negros, incluindo cristãos que apoiam a justiça racial, se opõem aos objetivos da organização.

O palestrante e autor cristão pró-vida negro, Ryan Bomberger, escreveu as Dez Principais Razões pelas quais Nunca Vou Apoiar o Movimento #BlackLivesMatter.

"Eles são radicalmente pró-aborto. Este é um movimento que anunciou solidariedade com a indústria do aborto", disse Bomberger, fundador da Fundação Radiance.

"Em 2015, na verdade há uma declaração de solidariedade com a Planned Parenthood - então, como eles podem dizer que são Black Lives Matter [pela vida negra], por um lado, e depois se associar ao principal assassino de vidas negras?"

O ex-congressista republicano e tenente-coronel Allen West discorda da ideia de que a polícia esteja cometendo ataques em massa contra negros americanos, argumentando que isso é uma distração da questão sobre a realidade do aborto negro.

"O BLM e a mídia querem que acreditemos que há um genocídio por aí. O verdadeiro genocídio é que 20 milhões de bebês negros foram assassinados no útero desde 1973", disse West.

Além de apoiar famílias não tradicionais, o grupo também acredita fortemente nos direitos LGBTs, dizendo: "Promovemos uma rede de afirmação-queer".

"O movimento BLM promove PESADA homossexualidade e transgenerismo. Eles querem acabar com a estrutura de Deus para a família, onde há um pai e uma mãe. E vimos o que acontece quando nos afastamos da estrutura de Deus para as famílias - você apenas sofre resultados negativos", disse Bomberger.

West acredita que a organização é simplesmente outro grupo de extrema esquerda. "Porque não representa nada, exceto a mesma velha agenda ideológica socialista, progressista, branca com a qual não teremos nada a ver", disse ele.

E Bomberger aponta para outro problema importante, partindo de uma perspectiva bíblica, a qual é adotada pela maioria dos conservadores.

"Eles não têm perdão, não há reconciliação, não há necessidade disso. Então, como cristão, quando nossa salvação é baseada em reconciliação, sendo reconciliada com Deus, como não podemos ser reconciliados uns com os outros?", questionou.

Com o número de mortes de negros americanos nas mãos da polícia nos últimos anos, e especialmente após o assassinato de George Floyd, é fácil perceber por que tantos americanos estão adotando a frase: "Black Lives Matter".

Mas se olharem mais de perto as posições da organização BLM, poderão repensar seu apoio a esse grupo. No vídeo abaixo, o autor e comentarista Vince Everett Ellison diz que o objetivo final dos líderes de BLM é substituir Deus por estatismo ou totalitarismo.



Tecnologia do Blogger.
close