Ads Top

Janaína elogia intenção de Aras, mas desconfia: "Está estranho o revisionismo!"


Início da matéria

A deputada Janaína Paschoal se pronunciou sobre as recentes declarações do procurador-geral da República, Augusto Aras, acerca da operação Lava Jato. Ela apontou que o PGR parece ter boa intenção em querer aperfeiçoar a força-tarefa, mas fez algumas ressalvas, deixando evidente a sua preocupação com possíveis mudanças.

"É legítimo, em mudança de gestão, o novo gestor desejar fazer (e fazer) tudo diferente dos anteriores? Sim! Trabalhar, ou não, no sistema de força-tarefa, é uma escolha de gestão. Essa escolha, em si, não significa ser melhor ou pior", escreveu Janaína em suas redes sociais.

Contudo, ela acrescentou: "Não vejo nenhum mal no fato de o Dr Aras querer reorganizar o Ministério Público Federal. Mudanças, mesmo as radicais, fazem parte da alternância no poder de uma instituição. O que está estranho é o revisionismo!"

Aras havia dito durante uma live no começo desta semana, que a Lava Jato possui uma "caixa de segredos" em Curitiba, armazenando processos "invisíveis" envolvendo cerca de 38 mil pessoas, o que foi rebatido pelos procuradores da força-tarefa.

"Se há alguma ilicitude na Lava Jato, que se diga com todas as letras. As insinuações são deletérias ao Ministério Público Federal e ao país. Impossível dizer que a Lava Jato trabalhava em segredo. Praticamente todas as peças dos processos eram disponibilizadas na internet", afirmou Janaína.

"O Ministro Teori, que Deus o tenha, retirava o sigilo das colaborações, tão logo fossem homologadas. Quem advoga sabe que toda essa transparência é uma raridade. Não querer manter a Lava Jato é muito diferente de desfazer todo seu importante trabalho", concluiu a deputada.
Tecnologia do Blogger.
close