Ads Top

Mourão puxa a orelha de Gilmar: “Se tiver grandeza moral ele tem que se retratar"


Início da matéria
“Se tiver grandeza moral ele tem que se retratar", diz Mourão sobre Gilmar Mendes

O vice-presidente Hamilton Mourão cobrou do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, um pedido de desculpas após o mesmo associar o Exército Brasileiro e o governo federal a um suposto "genocídio" em curso no país.

“Se tiver grandeza moral ele tem que se retratar. Eu não vi interferência (do ministro), vi o cidadão Gilmar Mendes fazer uma crítica fora de propósito”, disse Mourão em entrevista para a CNN na manhã desta terça-feira (14),

Semana passada, durante uma live, Gilmar Mendes criticou a presença do general Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde, insinuando que os militares estariam manchando a imagem das Forças Armadas por compactuarem com "genocídio".

“O Exército está se associando a esse genocídio, não é razoável. Não é razoável para o Brasil. É preciso pôr fim a isso”, afirmou Gilmar.

Como reação, os três comandantes das Forças Armadas emitiram uma nota na segunda-feira (13) condenando a declaração de Gilmar.

“Comentários dessa natureza, completamente afastados dos fatos, causam indignação. Trata-se de uma acusação grave, além de infundada, irresponsável e sobretudo leviana. O ataque gratuito a instituições de Estado não fortalece a democracia”, informa o documento, segundo a Tribuna de Brasília.
Tecnologia do Blogger.
close