Ads Top

"O apocalipse amazônico está de volta", diz Fiuza ao ironizar fim da pandemia

"O apocalipse amazônico está de volta", diz Fiuza ao ironizar fim da pandemia

O jornalista e escritor Guilherme Fiuza ironizou através das suas redes sociais o possível fim da pandemia do novo coronavírus no Brasil, destacando que parte da imprensa já estaria tentando criar polêmica com a questão das queimadas na Amazônia.

"Você certamente já notou que o apocalipse amazônico está de volta. É o medo de que a pandemia acabe. Prevenção é tudo", escreveu o jornalista.

Em 2019, o número de queimadas na Amazônia - que ocorre todos os anos, também por causas naturais devido ao período de seca - foi um dos assuntos mais comentados no país.

Muitos supostos ambientalistas, políticos e até personalidades internacionais se manifestaram, utilizando a causa de proteção da Amazônia contra o governo do presidente Jair Bolsonaro, lhe acusando de não proteger a floresta.

Até o presidente da França, Emmanuel Macron, se pronunciou em favor da Amazônia, mas de forma abusiva, insinuando uma ação contra a soberania nacional do Brasil, o que também gerou reação do governo brasileiro.

Para Fiuza, com o possível fim da pandemia, críticos do governo poderão retomar a pauta ambientalista tendo como oportunidade o aumento das queimadas na Amazônia durante o período de seca para atacar novamente Bolsonaro.

Essa possibilidade, contudo, não deve ter o mesmo efeito o ano anterior, uma vez que a população já estaria "vacinada" contra a narrativa da esquerda, de modo que a defesa da causa ambientalista seria mais uma exposição de oportunismo do que de qualquer outra coisa.
Tecnologia do Blogger.
close