Ads Top

Olavo de Carvalho alertou em 2015: "O MBL é traição, divisionismo e tucanismo"

Olavo de Carvalho alertou em 2015: "O MBL é traição, divisionismo e tucanismo"

No último final de semana foram realizadas algumas carreatas pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro, contando com o apoio do Movimento Brasil Livre (MBL) e do Vem Pra Rua. O fracasso da manifestação, por falta de público significativo, foi tão evidente que a grande mídia praticamente não deu evidência.

Mas uma coisa chamou atenção: a presença do MBL, movimento que em 2018 apoiou o atual presidente na campanha contra o PT, mas que vem sendo acusado de estar se convertendo numa versão "light" da esquerda, semelhante ao PSDB.

Neste sentido, vale lembrar da operação da Polícia Civil que envolveu o Movimento Brasil Livre (MBL) no ano passado, em São Paulo, que também fez despertar em muitos uma crítica ferrenha contra o movimento, assim como lembrar de declarações feitas anos atrás, por exemplo, pelo escritor Olavo de Carvalho.

Em 2015, por exemplo, época em que o MBL estava no auge da sua força nas ruas, arregimentando muitos seguidores e organizando manifestações nas ruas contra o governo da então presidente Dilma Rousseff, o escritor Olavo de Carvalho criticou o grupo.

"O @MBLivre é traição, divisionismo e tucanismo, nada mais. Nunca foi outra coisa desde o início", escreveu Olavo na época.

Neste domingo, portanto, quase cinco anos depois, o jornalista Rodrigo Constantino lembrou da crítica feita por Olavo, dizendo que ele "estava certo". Na época, vale ressaltar, seguidores do escritor que atualmente reside na Virgínia, Estados Unidos, discordaram do seu pensamento.

"Não desista dos meninos, Olavo! Quebrar a cara pode ser um estágio importante para eles. Quanto ao Brasil, só Deus!", escreveu uma internauta. Confira abaixo:
Tecnologia do Blogger.
close